Projetos de sucesso com preço que cabe no budget


size_590_recrutador_e_candidato_em_feira_de_emprego

Mentir, omitir fatos, atrasar e insistir em relação ao retorno da entrevista de emprego são aspectos que tiram do sério os recrutadores e minam as chances de conquista de uma oportunidade profissional.

Mas e do outro lado? Quais as atitudes dos recrutadores que mais irritam ou chateiam os candidatos? É o que Exame.com foi investigar com os especialistas. Confira quais são as piores práticas de recrutadores na opinião deles:

1 Atraso

Marcar hora e deixar o candidato esperando foi a primeira atitude citada pelos três especialistas consultados. Ou seja, se os recrutadores odeiam quando candidatos atrasam, este últimos também ficam irritados quando ficam “plantados” na sala de espera.

“E é incrível como é um erro muito comum, apesar de básico, e que atrapalha o profissional que dedicou seu tempo, saiu da empresa, às vezes até deu uma desculpa para o chefe, para estar naquela entrevista”, diz Natasha Patel, gerente da expertise Hays de Recursos Humanos.

“Toma o tempo da pessoa que pode ter deixado de buscar outra colocação no mercado para estar ali”, diz a consultora de carreira Márcia Britto, diretora técnica da JobLine do Brasil.

“O candidato já está em um estado de ansiedade maior, então ficar esperando é uma situação muito ruim”, diz Eliane Figueiredo, diretora-presidente da Projeto RH. A especialista lembra que há uma situação de poder envolvida. “Há casos de o candidato não poder esperar, porque tem outro compromisso, e o recrutador ainda ficar bravo e atribuir isso ao nervosismo do profissional”, diz Eliane.

2 Não receber o resultado de testes e ferramentas aplicadas durante o processo

Responder longos questionários, participar de testes e não ter acesso ao resultado também chateia os candidatos, principalmente quando eles não são aprovados no processo seletivo.

“Muitos têm a fantasia de que não passaram porque foram reprovados nestes testes e não é bem assim, porque vai depender do critério estabelecido para seleção”, diz Márcia. A especialista explica que, geralmente, é a empresa que determina as ferramentas aplicadas durante a seleção. “Quem está pedindo é a empresa e é ela o meu cliente”, diz.

3 Critérios de seleção

Quando entrevistadores adotam critérios com os quais os candidatos não concordam, também há muitas reclamações, segundo Márcia. “Eles dizem que aquelas competências não são necessárias para trabalhar naquele cargo”, diz.

De acordo com ela, em relação aos aspectos técnicos, não há nada que possa ser feito, porque os recrutadores não têm a qualificação técnica para argumentar com as empresas que estão exigindo aquelas habilidades. “Se é uma questão técnica, não temos como argumentar, mas se é uma competência comportamental é até possível interceder em favor do candidato”, diz.

Fonte: http://exame.abril.com.br/gestao/noticias/11-atitudes-que-os-candidatos-odeiam-nos-recrutadores

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: