Projetos de sucesso com preço que cabe no budget


exercicios-fisicos-bicicleta

Em 2011 uma jornalista americana, Catherine Mayer pôs-nos a reflectir sobre o conceito que expôs num artigo seu “Forever Young”, capa da revista Time. Dentro daquilo que temos sustentado em relação à longevidade e ao Bem Estar, C. Mayer refere-se à Amortalidade no sentido em que, cada vez mais se vive sem a preocupação da idade ou seja, os diferentes estádios da vida que convencionalmente se consideravam como a infância, a adolescência, a juventude, a idade adulta, a meia idade, a idade da reforma, a idade de ouro, a velhice, etc., são clichés que têm vindo a perder significado.

É verdade que vivemos hoje em média, mais 30 anos do que no inicio do século XX; a esperança de vida tem vindo a aumentar gradualmente embora se saiba que, em princípio, isso não quer dizer que a espécie humana se torne imortal!  A Microbiologia confirma que as células, uma vez que apenas se podem dividir um número limitado de vezes, mesmo que se tenha a melhor saúde do mundo toda a vida, a morte do corpo físico é certa e o limite será, mais ou menos ao que tudo indica, os 120 anos! Ao que se sabe, a pessoa que mais tempo viveu chegou aos 122 anos; Jeanne Calment morreu em França em 1997!

O sentido da idade, as regras sobre o comportamento correcto e apropriado à idade são actualmente desafiados por uma postura diferente que já muitas pessoas têm perante a vida e que preenche aquilo a que C. Mayer chama Amortalitynão com o significado convencional de sem vida mas sim sem idade ou, na expressão em inglês, ageless.

Também Jane Fonda no seu livro Prime Time: Love, Health, Sex, Fitness, Friendship, Spirit  –  Making the most of all of your live nos fala  de uma  revolução da longevidade. Diz a eloquente actriz que a longevidade é mais que evidente pois estamos a viver em média cerca de 30 anos mais do que no século passado e uma vez que foi adicionado mais um ciclo inteiro de vida de adulto à espectativa de vida é bom que o vivamos da melhor forma possivel!

É verdade que ainda não nos adaptámos totalmente a essa realidade  e que estamos numa transição de paradigma; a tendência é mesmo encarar a idade, não como uma patologia, um declinio mas sim um terceiro acto da vida com enorme potencial de bem estar e felicidade.

O Bem Estar é uma escolha, tome as decisões certas.

Fonte: www.blogdobemestar.eu/tag/exercicio-2/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: